Em novo anúncio, São Carlos continua na Fase Amarela

Em nova classificação, o governador João Doria anunciou que toda a área de abrangência da Diretoria Regional da Saúde (DRS-III), que compreende São Carlos e mais vinte e três municípios, continuaram na Fase Amarela do Plano São Paulo, que define as regras de funcionamento das atividades econômicas durante a pandemia do novo coronavírus.

O anúncio aconteceu de forma extraordinária – já que a próxima reclassificação está marcada para o dia 05 de fevereiro – na tarde desta sexta-feira (15), durante coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes.

Esta foi a segunda reclassificação de 2021. Sete regiões regrediram para a fase laranja: Araçatuba, Bauru, Franca, Piracicaba, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto e Taubaté. A região de Marília foi para a Fase Vermelha.

Feliz e ao mesmo tempo preocupado, o presidente da ACISC, José Fernando Domingues, pede aos comerciantes que redobrem a atenção e os cuidados sanitários. “A gente tem visto uma crescente no número de casos de coronavírus aqui em São Carlos. Desta vez, os números de toda a região possibilitaram que continuemos na Fase Amarela, porém, é importante que redobremos nossa atenção aos cuidados preventivos para que não sejamos reclassificados negativamente nos próximos anúncios do Plano São Paulo”, alertou.

Zelão enfatiza que tanto os comerciantes quanto os consumidores têm respeitado as regras estabelecidas e que as festas de final de ano, infelizmente, contribuíram para o crescimento de casos em todo o Estado. “Nossos comerciantes vêm se esforçando bastante. Acredito que as confraternizações de final de ano impactaram, negativamente, no aumento de casos. Não podemos generalizar, mas muita gente acabou não respeitando as medidas sanitárias e de distanciamento social”, relatou.

Classificado à Fase Amarela, o comércio de São Carlos e região continuará em funcionamento com capacidade limitada a 40% de ocupação para todos os setores, e limitação de atendimento presencial máximo de 10 horas por dia. Bares continuam com restrição de atendimento até às 20 horas.

As normas sanitárias são as mesmas para todos os segmentos: disponibilizar higienização para funcionários e consumidores com álcool gel 70% em pontos estratégicos; os funcionários devem utilizar máscaras durante toda a jornada de trabalho, assim como os consumidores; o acesso e o número de pessoas nos estabelecimentos devem ser controlados; manter todas as áreas ventiladas; e a fila deve ter distanciamento de 2 metros entre as pessoas.

Zelão espera que a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) libere logo o uso emergencial das vacinas. “Esperamos que a população comece a ser vacinada logo e, efetivamente, possamos superar esse vírus que castigou e tem castigado o mundo inteiro, tanto na saúde das pessoas quanto na parte econômica”, afirmou.

A próxima classificação ordinária do Plano SP acontecerá no dia 05 de fevereiro, porém o Centro de Contingência do COVID-19, novamente, poderá reclassificar extraordinariamente as regiões, em caso de aumento na incidência de casos pelas regiões.

 

Cadastre seu e-mail

E receba novidades exclusivas

Dúvidas?