Entidades do setor comercial quer reavaliação do Decreto 140

O presidente da ACISC (Associação Comercial e Industrial de São Carlos), José Fernando Domingues, participou na tarde desta sexta-feira, 27, de uma reunião com representantes de diversos setores da cidade para redefinir as ações de combate e enfrentamento ao novo coronavírus.

O encontro aconteceu no auditório do Paço Municipal de São Carlos e, além do presidente da ACISC, contou com a participação do presidente do Sincomercio, Paulo Roberto Gullo; do presidente da Câmara Municipal, Lucão Fernandes; do vereador Roselei Françoso, que representou a Comissão da OAB sobre o COVID-19; do presidente do Ciesp, Emerson Chu; do presidente da Unimed São Carlos, Dr. Daniel Canedo; dos secretários municipais Edson Ferraz (Esporte e Cultura), Mateus Aquino (Comunicação) e Samir Gardini (Segurança Pública); além de médicos da rede pública e privada e demais autoridades.

Zelão ressaltou a importância de se reanalisar o Decreto Municipal nº 140, que determinou o fechamento do comércio não essencial até o dia 30 de abril. Ele alertou para a necessidade de se observar se houve casos de infecção com o novo coronavírus, nas pessoas que trabalham nos comércios considerados essenciais, ou seja, que continuam funcionando.

“Ficou decidido que vamos ter uma nova reunião para reavaliarmos se a prefeitura autorizará a reabertura do comércio no dia 07 de abril, conforme prevê o Decreto Estadual de quarentena, uma vez que, analistas e profissionais da Saúde preveem um grande pico da doença, na próxima semana”, contou.

Mateus Aquino afirmou que a prefeitura apenas seguiu as recomendações do Ministério da Saúde e também o Decreto Estadual sobre fechamento do comércio. “Não é uma vontade apenas da prefeitura querer a restrição, e sim uma necessidade. E foi muito importante a participação da sociedade médica nessa reunião, para apresentar as dificuldades que o município de São Carlos terá caso não achatemos a curva e a transmissão seja altíssima aqui em São Carlos”, relatou.

O secretário de Comunicação ressaltou que ficou acordado que, no primeiro momento, o Decreto Estadual e o Municipal estejam em sincronia. “O decreto Municipal, que fecha o comércio até o dia 30 de abril, nesse momento, vai ser revogado por um novo Decreto que vá com a data limite igual ao governo estadual, que é o dia 7 de abril, porém, o comitê se reunirá para uma avaliação, podendo ou não ampliar a restrição e fechamento do comércio de São Carlos”, esclareceu.

Ainda na reunião foi sugerido que a prefeitura, através da sua Secretaria de Comunicação, faça um trabalho de divulgação, envolvendo os médicos, para mostrar os números à população para que todos vejam que, realmente, o caso é muito grave, mata e temos que tomar todas as precauções necessárias.

A reunião de reavaliação ficou marcada para o dia 07 de abril, no Paço Municipal.

 

Cadastre seu e-mail

E receba novidades exclusivas

Dúvidas?