Até 4 mil temporários podem ser contratados em São Carlos

Por A Cidade On 

O mercado de trabalho em São Carlos (SP) pode contratar entre 3 mil e 4 mil empregados temporários para as vendas de fim de ano, estima o Núcleo de Economia da Associação Comercial e Industrial (Acisc).

Com a economia voltando a um cenário parecido com o da pré-pandemia de Covid-19, o humor empresarial tem apontado para contrações de temporários em um fim de ano em que a esperança é de boas vendas.

Na visão do economista Elton Eustáquio Casagrande, do Núcleo de Economia, o mês de novembro tem feriados e eventos que podem estimular consumidores a comprar. Já no começo do mês, São Carlos tem uma sequência de feriados, como os da primeira semana (2 e 4) e o dia 15. Mais para o final do calendário mensal tem ainda o black Friday, data de compras que tem se tornado tradicional no país.

"Ainda é prematuro para falar em porcentuais, mas existe uma perspectiva de recuperação na cidade, de expansão das atividades, inclusive do trabalho formal, do número de empresas e do comercio exterior. É uma previsão está se transformando numa realidade mesmo", comenta.

O cenário local positivo ocorre em um momento em que o país tem experimentado vieses na economia. A inflação tem apertado o consumo das famílias e o desemprego é alto. Em São Carlos, porém, dados oficiais apontam para 4,5 mil vagas formais criadas até agosto, das quais 454 eram temporárias.

Com quase 7 em cada 10 trabalhadores com carteira registrada trabalhando no comércio ou no setor de serviços, o acréscimo de 5% a 7% na força de trabalho é significativo tendo em vista o tamanho da cidade, que conta com 78,6 mil registrados.

"O que nos leva a uma referência de um setor que pode acrescentar de 3 mil a 4 mil (postos de trabalho), especialmente na região central, onde são mais necessários", avalia.

Segundo o economista, a criação de postos mais acentuada na região central é por causa do impacto maior do volume de clientes que circulam pela região no fim de ano.

Ana Rita Galo, especialista em gestão de pessoas, analisa que as pessoas que foram empregadas ao longo do ano acrescentaram mais gente na massa de consumidores que poderão gastar nas lojas da cidade no fim do ano. Daí vem a expectativa de grandes contratações de vendedores.

Para quem procura um trabalho, entender o tipo de vaga disponível é importante, até para ter maior preparo para uma possível seleção. A quantidade de vagas é grande, mas a concorrência é ainda maior, até pelo alto volume de desempregados.

"Eu repito. É preciso estar preparado para fazer cursos rápidos, gratuitos, disponíveis na internet. Tem de comunicação, oratória, atendimento ao cliente. É um diferencial para a contratação", comenta.

 

Cadastre seu e-mail

E receba novidades exclusivas

Dúvidas?