ACISC

Certificado Digital

 

ACISC divulga perspectivas para 2018

 
29/12/2017
 

A projeção do mercado para o próximo ano é de crescimento de 2,58% do PIB.


A ACISC (Associação Comercial e Industrial de São Carlos) divulgou na última semana de dezembro, a perspectiva da economia para o ano de 2018, que segundo o presidente da entidade, José Fernando Domingues, é bastante animadora.


O levantamento foi realizado pelo Núcleo de Economia da ACISC, que apontou um crescimento de 2,58% do PIB, para o próximo ano.

"A expectativa para a inflação (IPCA) em 2018 também é positiva, de controle abaixo da meta de 4,5%. A taxa básica de juros (Selic), que atualmente está em 7,5%, favorece o ambiente de negócios do país, e tem perspectiva de mais cortes, possivelmente atingindo 7%", disse José Fernando Domingues, presidente da ACISC.




Segundo o presidente, essas projeções irão se concretizar no próximo ano, aliviando o cenário econômico dos últimos 3 anos.

"Apesar de 2017 ter sido o princípio da recuperação econômica, inclusive com expectativa de crescimento de 0,73% do PIB, será em 2018 que sentiremos os efeitos dessa recuperação da economia, com maior criação de empregos, oportunidade de negócios e investimentos", explicou.


Recuperação do emprego formal

A recuperação do emprego formal, que teve em início em 2017, deve continuar em 2018 e, conforme as expectativas de crescimento se confirmem, as contratações deverão superar as demissões em volume cada vez maior. 


"São Carlos já conta com saldo positivo de 422 novos postos de trabalho no acumulado do ano, de janeiro a outubro, resultado que sugere melhora no desempenho dos negócios locais. Se os empresários da cidade estão contratando em caráter formal, significa que os bens e serviços que produzem estão gerando demanda e, consequentemente, a necessidade de mais colaboradores para produzi-los", disse o presidente da ACISC.


Confiança do consumidor 

A confiança do consumidor, fator decisivo para o consumo, apresentou variação positiva durante o ano de 2017. O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) da Fundação Getúlio Vargas atingiu 86,8 pontos em novembro, 7,5 pontos maior que o registrado no começo do ano. É a confiança que define a disposição das pessoas a consumir e ela deve aumentar cada vez mais em 2018.


O presidente da ACISC ressaltou a importância da confiança do consumidor. "Conforme as pessoas perceberem que a economia está em rumo de crescimento, que há mais oportunidades de emprego e seu poder de compra não está sendo deteriorado por uma inflação alta, elas sentirão cada vez mais confiança para consumir, e com isso haverá o aumento no volume de vendas do comércio", finalizou Domingues.

 


 


Certificado Digital

 

Portal Educação