ACISC

Certificado Digital

 

Impostômetro na estrada

 
09/08/2012
 

Nada mais apropriado do que um caminhão para mostrar à população a quantidade de impostos que transfere anualmente para o governo.  O Impostômetro que está instalado na fachada da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) desde 2005 vai ganhar a estrada. Neste ano, para marcar a receita de R$ 1 trilhão a ser registrada no painel entre o fim de agosto e início de setembro, um caminhão itinerante que terá uma réplica do Impostômetro colocada no topo do veículo ao percorrer 11 cidades paulistas. Sorocaba será a primeira. O veículo chega hoje, por volta das 9 horas. Irá percorrer as principais avenidas, até chegar à Praça Coronel Fernando Prestes, no centro da cidade. Amanhã, o caminhão segue para Bauru.

Nos municípios visitados pelo caminhão, os moradores vão conferir não só a receita tributária das três esferas do governo em uma tela de LED, mas também o recolhimento local de impostos. Em Sorocaba, por exemplo, desde o dia 1º de janeiro, os moradores já pagaram mais de R$ 1 bilhão em tributos. Dentro do veículo, foi montado um Feirão do Imposto, com produtos, seus respectivos preços e percentuais em tributos.

O presidente da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp) e  da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), Rogério Amato, aposta na ação como uma alavanca para a conscientização das pessoas em relação ao excesso de impostos no Brasil. "Acredito que levar o Impostômetro até as cidades e mostrar fisicamente o quanto todos pagam de impostos cause um impacto forte nas pessoas. Muitas vezes, o cidadão desconhece que os tributos que ele paga é que mantém os serviços públicos. Por, essa razão, deve exigir melhorias e cobrar das autoridades competentes o melhor uso desse dinheiro".

Após Sorocaba, o caminhão passará por Bauru (dia 10), Presidente Prudente (13), São José do Rio Preto (14), Ribeirão Preto (15), São Carlos (16), Campinas (17), São José  dos Campos (20), Mogi das Cruzes ( 21), Santos (22) e São Paulo (23). Os internautas podem participar da campanha acessando o hotsite www.horadeagir.com.br e dar a sua opinião com comentários ou vídeos. Ainda é possível pressionar os deputados federais para votarem e aprovarem o Projeto de Lei nº 1472/2007, que estabelece a discriminação dos impostos nas notas fiscais.

Certificado Digital

 

Portal Educação