ACISC

Certificado Digital

 

Reunião com comerciantes da Av. Carlos Botelho

 
06/06/2012
 

Atendendo a um convite da Associação Comercial e Industrial de São Carlos (ACISC), a Prefeitura participou na tarde desta segunda-feira (4), na sede da entidade, de uma reunião com um grupo de comerciantes estabelecidos na avenida Dr. Carlos Botelho, no trecho entre a avenida São Carlos e a rua José Bonifácio, onde acontecem as obras da substituição de pavimento e do programa Recape São Carlos.

O encontro foi aberto pelo presidente da ACISC, Alfredo Maffei Neto, e contou com a participação dos secretários municipais, Rosoé Donato (Planejamento e Gestão), Jairo Sales (Obras), do diretor presidente da Prohab, Marcos Martinelli e do superintendente do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), Benedito Carlos Marchesin.

Rosoé explicou aos comerciantes a importância da obra, já que se trata de uma via de acesso à Santa Casa. Ele lembrou ainda que é uma demanda das reuniões do Orçamento Participativo, para ser realizada nas regiões da Vila Nery, centro e região do Santa Mônica.

O secretário de Planejamento e Gestão enfatizou, porém, que neste trecho da avenida Dr. Carlos Botelho, que vai até a região da Santa Casa, a Prefeitura não está fazendo apenas um recape simples, e sim uma substituição total do pavimento, inclusive com a retirada do paralelepípedo, mudança da adutora, colocação de ramais intermediários para próximo das calçadas, nos dois lados da via, e a substituição das ligações de água dos imóveis.

"Entre os anos de 2010 e 2011, a Prefeitura apresentou, junto aos comerciantes e a ACISC, um projeto de revitalização das calçadas e iluminação, com o objetivo de valorizar a região do comércio do alto da cidade, porém os comerciantes, depois de várias reuniões, não chegaram a um consenso", revelou Donato.

Jairo Sales informou que a Prefeitura fará o trecho da obra entre a avenida São Carlos e rua Paulino Botelho de Abreu Sampaio, na região da Santa Casa, em 4 etapas, essa em andamento e mais 3 etapas, interditando de dois em dois quarteirões.

Segundo o secretário de Obras, a Prefeitura não sabia o que iria encontrar com a retirada da capa asfáltica e do paralelepípedo, uma vez que não existe registro documental das obras na época em que a avenida Dr. Carlos Botelho foi pavimentada.

"O prefeito Oswaldo Barba teve a coragem de executar essa obra. O asfalto da avenida Dr. Carlos Botelho apresentava trechos bastante comprometidos. Pelo nosso cronograma, cada um dos trechos tinha previsão de execução de 40 dias, e nós estamos tentando diminuir para metade disso", completou Sales.

Sobre a solicitação dos comerciantes de liberação das transversais da avenida Dr. Carlos Botelho, as ruas Episcopal e Nove de Julho, Jairo Sales se comprometeu a fazer isso nos próximos dias, para facilitar o acesso dos consumidores às lojas daquele trecho.


Encontro foi realizado nas dependências da ACISC, no último dia 04

Certificado Digital

 

Portal Educação