ACISC

Certificado Digital

 

Reunião na ACISC discute o fim das sacolas plásticas

 
25/10/2011
 

Ocorreu na ACISC (Associação Comercial e Industrial de São Carlos), na noite de terça-feira (18), a terceira reunião para discutir o fim da distribuição de sacolas plásticas nos supermercados da cidade, agendada para 25 de janeiro de 2012.

Durante o encontro, estiveram presentes proprietários de vários supermercados locais; Alfredo Maffei Neto, presidente da ACISC; e Carlos Alberto Trinca, que representou a empresa Solam, que trabalha na área de sustentabilidade e é contratada pela APAS (Associação Paulista de Supermercados) para fazer a gestão da Campanha "Vamos tirar o planeta do sufoco", pelo fim das sacolas plásticas no estado de São Paulo.

De acordo com Carlos Alberto Trinca, a intenção é fazer uma campanha unificada, sendo que atualmente sete cidades já a implantaram e outras 44 estão em processo de implantação, inclusive São Carlos. "Isso começou depois de um apelo da população", enfatizou.

Trinca explicou que cada município será responsável por sua própria campanha e que cada supermercado terá um custo aproximado de R$ 300 por check-out (caixa). "Esse valor de investimento é um número básico, pois cada local tem um plano de mídia específico, de acordo com o número de habitantes", concluiu.

Já Paulo Mancini, coordenador do Meio Ambiente da Prefeitura Municipal, também esteve presente e ficou feliz ao ver o setor produtivo trazendo uma proposta para diminuir essa demanda de consumo. "Essa atitude mostra que estamos amadurecendo, muito provavelmente pela dor, mas pelo menos as pessoas estão se mexendo. Não resta dúvida de que o uso que estamos fazendo das sacolas plásticas supera todos os limites do razoável. É um uso abusivo e que não faz o menor sentido. Essa campanha é muito bem vinda, pois não dá para tratarmos a natureza com a indiferença que ela tem sido tratada", completou o coordenador.

Em seguida, Ismael Feliciano Ferreira, membro da APASC (Associação para Proteção Ambiental de São Carlos), mostrou para todos uma sacola retornável usada na cidade de Americana e defendeu a campanha. "É muito importante essa iniciativa, pois é o primeiro passo para uma mudança imprescindível", disse Ferreira.

Por fim, Nivaldo Constantino de França, que representou o diretor regional da APAS de Ribeirão Preto, afirmou que o maior desafio é realmente o pouco tempo de adaptação à mudança, mas que o consumidor está bem receptivo à questão ambiental e em realizar ações corretas. "Enviamos um ofício à Prefeitura para que ela participe dessa campanha. Agradeço ainda a presença dos representantes dos vereadores que estão nos apoiando", encerrou França.

Certificado Digital

 

Portal Educação