ACISC

Certificado Digital

 

Artigo "Os líderes e os ambientes criativos"

 
24/10/2008
 

Ao longo dos anos, alguns tabus, crenças ou se quiserem paradigmas, estão caindo. Um deles é o da criatividade e das pessoas criativas. Criatividade não é dom. Pode e deve ser trabalhada em qualquer situação - pode ser estimulada - pode ser aprendida.

As lideranças em muitas organizações estão produzindo cada vez mais maneiras de estimular e capacitar seus colaboradores na busca de soluções criativas e alternativas inovadoras. Não é regra ainda, mas caminhamos para uma visão muito melhor do que há alguns anos.

Multiplicaram-se os cursos e as consultorias que tratam somente de criatividade e inovação. Entretanto tenho verificado que muitos ainda não se deram conta da importância da construção dos ambientes criativos.

Pessoas criativas, processos criativos, não conseguem produzir inovações ou adaptações criativas se o ambiente não favorecer a criatividade. Isto mesmo, é preciso ter um ambiente criativo.

Os ambientes criativos são fundamentais no processo de criatividade e não podem ser criados somente na hora que precisamos ter idéias novas. Em outras palavras, não dá para mudar radicalmente um ambiente desagradável, tanto no aspecto material (instalações, cores, iluminação, etc) quanto no psicológico (relações interpessoais, comunicação, etc) de um momento para outro, como se fosse um passe de mágica.

A construção de um ambiente criativo é um processo contínuo. As lideranças podem dizer qual a hora da aplicação de um processo criativo, podem estimular a criatividade das pessoas numa dada tarefa ou num determinado processo, mas não podem mudar, criar e estruturar um ambiente de uma hora para outra...

Talvez seja este um dos nós que dificulta a criatividade nas organizações. Um ambiente criativo exige algumas premissas que não são comuns nas organizações de forma geral. Assim, um ambiente criativo tem que ter:

Como podemos observar muitas dessas premissas podem ser criadas ou construídas, principalmente aquelas que dizem respeito ao ambiente físico, entretanto outras não podem ser criadas como num passe de mágica.

Há ainda, casos em que o trabalho no dia-a-dia exige concentração, calma e tranquilidade, nesse caso é preciso montar ambientes físicos próprios para o exercício da criatividade. Mas não esqueça de cuidar dos outros aspectos do ambiente psicológico.

As lideranças precisam observar com mais cuidado o ambiente criativo. Esse é o novo paradigma. É esse o desafio das lideranças e das equipes. Vamos montar um ambiente criativo na sua organização? Por onde você líder, desejaria começar?

Fonte: Armando Pastore Mendes Ribeiro - Pós graduado em administração de Recursos Humanos, Formação em coordenação de dinâmica dos grupos pela SBDG (Sociedade Brasileira de Dinâmica dos Grupos), Consultor de desenvolvimento e Treinamento e Recursos Humanos.

Certificado Digital

 

Portal Educação