ACISC

Certificado Digital

 

Fraudes com cartão de crédito clonado sobem 43% em SP

 
04/12/2007
 

SÃO PAULO - Apenas no primeiro semestre do ano, a Fundação Procon-SP registrou 943 reclamações de consumidores que tiveram o cartão de crédito clonado ou receberam cobranças indevidas na fatura. O número é 43% superior ao mesmo período do ano passado, quando foram registradas 661 reclamações.

"Atualmente, a clonagem representa 70% do total das fraudes cometidas contra cartão de crédito. Mas há outras, como de cartão perdido ou roubado, extravio e falsidade ideológica (quando alguém adquire cartão verdadeiro em nome do outro)", explica Eduardo Daghun, especialista e diretor da Oros, empresa de controle e prevenção a fraudes em meios eletrônicos de pagamento.

Há mais de um ano, Andrea Spinelli de Assis Guilherme teve seu cartão ibiCard clonado. "Assustei quando vi na fatura R$ 3 mil gastos em 17 compras em farmácias, postos de gasolina e em supermercados de Piracicaba (SP). A última vez que eu estive lá faz mais de seis anos."

Ela pediu bloqueio do cartão e fez boletim de ocorrência. Mesmo assim, foram realizadas outras nove compras em Piracicaba. Andrea passou por todo o processo da administradora para comprovar que os gastos não eram seus. "Mas continuam me cobrando. Ligam e dizem que posso pagar em dez vezes", reclama. A Ouvidoria do Banco Ibi informa que o processo foi concluído, regularizando a situação de Andrea.

A Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara Federal aprovou no dia 21 o projeto de lei nº 1.547/07, que responsabiliza a administradora de cartão de crédito pelos prejuízos de cartões clonados. O projeto agora terá de passar pelas comissões de Finanças e Tributação e de Constituição, Justiça e de Cidadania da Câmara.

Certificado Digital

 

Portal Educação