Roteiro Básico para Criação de Negócios

O trabalho de reunir riqueza humana, não humana e ferramentas apropriadas que sirvam ao propósito de criação de negócios com base em um roteiro é um meio eficiente para colocar em prática uma ideia.

 

Um roteiro deve expressar os aspectos gerais e os detalhes mais importantes de uma trajetória. Abaixo, há uma proposta para organizar os trabalhos para quem tem o ideal de desenvolver uma ideia com foco econômico:

 

  1. Observar os antecedentes de sua trajetória com base em uma autoavaliação é um caminho. A abordagem histórica com datas, referências afetivas, conexões com atividades empresariais e localização geográfica são aspectos que favorecem uma revisão mesmo que for uma observação de uma experiência vivida por uma outra pessoa. 

  2. Definir qual é a ideia do negócio com clareza é o primeiro passo. Há processos específicos para geração de ideias, mas a reflexão e o “caminhar conversando em voz alta consigo mesmo” é um meio eficaz, desde que frequente;

  3. A formalização da ideia em projeto é o passo que antecede a criação de um empreendimento. Um projeto deve conter uma definição de produto ou processo produtivo; uma visão de nicho de mercado é uma estimativa de receitas, custos e despesas ao longo de um período;

  4. As estimativas devem estar em valor presente e a definição da taxa de desconto dos valores futuros é uma variável fundamental para o êxito da estimativa;

  5. A criação de um empreendimento tem por objetivo capturar valores monetários, a partir da definição de um nicho de mercado. Nesse nicho, o perfil, características, preferências dos consumidores devem ser identificados.

  6. Com base na identificação do setor, ramo e segmentos de atividades econômicas, o perfil de concorrência ou de estrutura de mercado precisa ser mapeada para definição de preços e quantidades a serem produzidas.

  7. A estrutura de mercado compreende um entendimento sobre o grau de rivalidade entre empresas existentes e ameaças de potenciais novos entrantes ou produtos substitutos;

  8. O público ou consumidores focais podem ser empresas ou consumidores finais. A definição clara e objetiva do mercado consumidor, com renda média, quantidades estimadas da demanda, localização geográfica são os elementos que favorecem o desenvolvimento de um projeto.

  9. O indivíduo responsável pela ação é denominado de empreendedor. A figura do empresário surge quando existe uma atividade em andamento, sob a responsabilidade do indivíduo.

  10. A visão da empresa em operação com funcionários, colaboradores, logística de distribuição e gestão financeira/orçamentária é a porta de entrada para a identificação dos detalhes.

Esses 10 pontos básicos podem ser ainda mais detalhados. A isso, se dá o título de “Plano de Negócios”.

 

Finalmente, deve existir uma governança, matéria do próximo Informativo.

Cadastre seu e-mail

E receba novidades exclusivas

Dúvidas?