INFORMATIVO ECONÔMICO ACISC – 12 de janeiro de 2022

Por Núcleo de Economia da ACISC

Qual o Cenário Econômico Provável para 2022?

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor, IPCA, registrou variação de 0,73% no último mês do ano e uma variação de 10,06% ao longo de 2021! Manter a inflação dentro da meta projetada pela Autoridade Monetária significa que medidas deverão ser tomadas pelo Banco Central para reduzir a variação dos preços ao longo de 2022.

Com essa perspectiva objetiva e racional de controle da inflação é de se esperar que a taxa básica de juros (Taxa Selic) seja novamente elevada em fevereiro próximo. Isso porque o Banco Central tem como papel primordial controlar a inflação e manter a taxa de desemprego baixa. Com as de desemprego e de inflação elevadas, o Banco Central deverá cuidar de sua reputação, ou seja, tornar mais efetiva suas medidas para registrar algum êxito no controle da economia.

No cenário internacional, a inflação nas economias ocidentais também preocupa e o FMI tem alertado sobre os riscos de uma variação de preços mais persistente e não transitória como se esperava.

Outro fato internacional que tem correspondência com o que acontece no Brasil é o gargalo de oferta. As limitações para a expansão da produção no curto prazo em função das dificuldades no mercado de trabalho dada a continuidade da pandemia, o aumento dos preços das matérias primas e de insumos e as dificuldades de abastecimento nas cadeias produtivas constrangem a produção tanto no Brasil quanto no exterior!

No setor de construção civil, setor importante para o dinamismo econômico, enquanto os custos de mão de obra aumentaram 6,78%, ou seja, menos do que a inflação, os custos de materiais aumentaram 28,12% em 2021!

Da perspectiva da demanda, o emprego formal e o informal no Brasil se recuperam o que significa aumento do consumo, do investimento e das exportações líquidas realizadas pelo Brasil. Esses resultados são observáveis na estatística nacional mais recente, ou seja, da PNAD de outubro de 2021, publicada pelo IBGE.

O estoque de pessoas fora da força de trabalho tem diminuído segundo a PNAD de outubro, o que significa que há aumento do número de pessoas ocupadas e em busca do emprego. A taxa de desemprego de outubro passado que ficou em 12,1% traz um contexto positivo para a economia. Mais pessoas voltaram a procurar emprego e mesmo assim a taxa de desemprego não subiu, ou seja, a capacidade de empregar melhorou, segundo os dados da PNAD de outubro de 2021.

No Relatório Focus de 10 de janeiro de 2022 a expectativa da SELIC é de alta para 11,50%, o que encarecerá o custo de capital de giro, o financiamento do consumidor e das atividades empresariais de modo geral.

Por outro lado, a expectativa de preços para 2022 está em 4,67% para o IPCA e 5,56% para o IGP-M. Para obtenção desse resultado de controle dos preços, os juros mais altos serão o principal instrumento. Com isso e a queda dos rendimentos, tanto o sistema financeiro quanto empresarial devem instruir a população em termos da educação financeira, com objetivo de evitar problemas com inadimplência.

O setor do varejo deve, portanto, administrar com rigor os estoques e intensificar o gerenciamento de suas estruturas econômicas e financeiras.

Cadastre seu e-mail

E receba novidades exclusivas

Dúvidas?