INFORMATIVO ECONÔMICO ACISC – 01 DE JUNHO

Por Núcleo de Economia ACISC

 

Produto Interno Bruto, Pesquisa de Desemprego e Emprego Formal (CAGED)

A notícia predominante na imprensa brasileira no primeiro dia do mês de junho é o crescimento de 1,2% do Produto Interno Bruto no primeiro trimestre de 2021, quando comparado ao quarto trimestre de 2020; e crescimento de 1% quando comparado com o primeiro trimestre do ano passado.

A expansão do Produto foi puxada pela Agropecuária que cresceu 5,7% em relação ao trimestre anterior e 5,2% em relação ao primeiro trimestre de 2020. Esse setor foi beneficiado pela sua própria produtividade e o efeito cambial que aumentou os ganhos com as exportações.

O crescimento da agropecuária fez com que a ocupação, na terminologia do IBGE, ou emprego no setor crescesse 0,4% em relação ao trimestre de outubro a dezembro de 2020 e 4% em relação ao primeiro trimestre de 2020. A agropecuária foi o único setor de atividade econômica que expandiu as oportunidades de trabalho frente ao primeiro trimestre de 2020.

A indústria cresceu 0,7% no primeiro trimestre deste ano em relação ao trimestre anterior; e 3% com relação ao primeiro trimestre de 2020. A ocupação na indústria cresceu com relação ao trimestre de outubro – dezembro de 2020 em 0,1%; mas com relação ao primeiro trimestre de 2020 a ocupação caiu -7,7%.

O setor de serviços cresceu 0,7% em relação ao último trimestre, mas frente ao primeiro trimestre de 2020 o setor apresentou um produto de -0,8%. Em termos de ocupação, ou oportunidades de emprego, o setor de serviços desempregou mais do que contratou em relação ao primeiro trimestre de 2020. Com relação ao trimestre de outubro – dezembro de 2020, o setor mostrou estabilidade ou discreta melhora em segmentos como Informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas.

O consumo das famílias e do Governo caiu em comparação ao último trimestre e com relação ao primeiro trimestre de 2020. O consumo das famílias mostra a dificuldade com relação a recuperação dos rendimentos pessoais.

O investimento bruto, formação bruta de capital fixo, expandiu 4,6% em relação ao último trimestre e 17% em relação ao primeiro trimestre de 2020. É um resultado importante porque significa renovação de capital fixo da economia. Ao expandir o estoque de capital fixo, a possibilidade de empregar mais trabalhador por unidade de capital aumenta no tempo!

Se o Produto Interno Bruto expandiu, a taxa de desemprego, infelizmente também cresceu. A população ocupada no primeiro trimestre de 2021 caiu em relação ao trimestre de outubro a dezembro de 2020. Esse resultado é bastante negativo para a economia.

Além disso, a população desocupada cresceu, mas só não cresceu mais porque um contingente considerável de pessoas deixou a força de trabalho (isso significa pessoas que não estão procurando emprego).

É importante lembrar que a Pesquisa por Amostra Domiciliar – PNAD apresenta resultados para médias móveis dos três últimos meses. E o conceito de ocupações inclui trabalho nos setores público, privado, serviços domésticos, empregadores, trabalho por conta própria e trabalho auxiliar familiar. Empregadores e trabalho por conta própria incluem atividades com e sem CNPJ.

Nas estatísticas de vínculos formais de trabalho, publicadas na semana passada pela Secretaria do Trabalho do Ministério da Economia, houve crescimento de 120.935 postos de trabalho. Todos os setores produtivos, Indústria, Comércio, Serviços, Agropecuária e Construção Civil expandiram o emprego e os contratos de trabalho.

O Estado de São Paulo também expandiu os contratos de trabalho em 30.174 postos, com expansão em todos os setores, exceto o setor do comércio.

Em São Carlos, os vínculos formais de trabalho cresceram em 150 postos, com a indústria expandindo 202 postos; a construção civil 57; o comércio reduziu 32 contratos; serviços também reduziu, -71 postos e a agropecuária menos -6.

A cidade de São Carlos, com atividade industrial e construção, movimentou uma importante cadeia produtiva e que favoreceu as demais atividades.

Em termos de balanço geral, se espera que as atividades econômicas mantenham um crescimento lento. Sem o aumento da renda pessoal disponível, não haverá melhoras significativa no quadro econômico em 2021.     

 

Cadastre seu e-mail

E receba novidades exclusivas

Dúvidas?