Emprego Formal na Cidade de São Carlos

Por Núcleo de Economia da ACISC

INFORMATIVO ECONÔMICO ACISC – 04 de fevereiro de 2022

Emprego Formal na Cidade de São Carlos

De acordo com o Novo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), o emprego celetista no Brasil apresentou expansão no acumulado do ano (janeiro a dezembro/2021), registrando saldo de 2.730.597 postos de trabalho. Esse resultado decorreu de 20.699.802 admissões e de 17.969.205 desligamentos.

O estoque, que é a quantidade total de vínculos celetistas ativos, em dezembro de 2021 contabilizou 41.289.692 vínculos, o que representa uma variação de +7,08% em relação ao estoque de referência (1º de janeiro de 2021).

No Estado de São Paulo, o saldo acumulado 2021 atingiu 814.035 novos vínculos, resultado de 6.856.998 contratações e 6.042.963 demissões. Na cidade de São Carlos, ocorreram 37.740 admissões e 32.696 demissões. O saldo no ano atingiu 5.044 vínculos e o estoque de trabalhadores passou para 78.150 em dezembro do ano passado.

No acumulado do ano (janeiro a dezembro/2021) para o Brasil, os dados registraram saldo positivo no nível de emprego nos 5 (cinco) Grandes Grupamentos de Atividades Econômicas: Serviços (+1.226.026 postos), distribuído principalmente nas atividades de Informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas (+663.808 postos); Comércio (+643.754 postos); Indústria geral (+475.141 postos), concentrado na Indústria de Transformação (+438.957 postos); Construção (+244.755 postos); e Agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura (140.927 postos).

Para o Estado de São Paulo no acumulado do ano (janeiro a dezembro/2021), os dados registraram saldo positivo no nível de emprego nos 5 (cinco Grandes Grupamentos de Atividades Econômicas, a saber: Serviços (+416.046); Comércio (+159.492); Indústria (+112.821); Construção Civil (+63.925); Agropecuária (+61.751).

Tanto no Brasil quanto no Estado de São Paulo, o setor de serviços se recuperou e expandiu suas atividades depois de um longo tempo acumulando perdas devido à pandemia.

Em São Carlos, também no acumulado do ano, o setor de serviços liderou as contratações e o saldo de novos contratos ao longo de 2021, com (+2.166) novos contratos. O segundo setor que mais expandiu os novos contratos foi a indústria com (+1.710); o comércio (+624); construção civil (+574) e agropecuária, com redução líquida de (-32).

Do total dos novos contratos (+5.044) em 2021, 2.845 pessoas eram homens e 2.199 mulheres. A grande maioria de pessoas dos novos contratos tinha o ensino médio completo (+3.295); seguido do ensino fundamental completo (+775) e (+473) com o ensino superior completo.

A faixa etária de 18 a 24 anos foi a mais contratada ao longo de 2021 (+2.807) pessoas, seguida da faixa etária de 25 a 29 anos (+757) e de 30 a 39 (+699); de 40 a 49 ocorreram (+546) novos contratos; até 17 anos (+416). Nas faixas etárias acima de 50 anos ocorreram reduções, com total de (-181).

Os novos rumos da economia local dependerão da estabilidade econômica, que se caracteriza por uma taxa menor de inflação e uma taxa cambial menos depreciada. A elevação dos juros, continuará a transferir renda do setor produtivo ao financeiro.

Novos investimentos produtivos estarão concentrados no setor privado, com pouca variação no setor público.

 

 

 

 

Cadastre seu e-mail

E receba novidades exclusivas

Dúvidas?