Comércio de São Carlos abrirá das 11h às 15h neste feriado

O Sindicato do Comércio Varejista de São Carlos e Região (Sincomercio) e o Sindicato dos Empregados do Comércio de São Carlos e Região (Sincomerciários) assinaram, nesta última terça-feira (20), um aditamento à Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) autorizando de forma opcional o comércio de produtos não essenciais de São Carlos a funcionar no feriado do dia 21 de abril - Tiradentes.

O aditamento autoriza as lojas a abrirem hoje das 11h às 15h, com público limitado a 25% da capacidade total de cada loja. O funcionário que trabalhar nesse feriado receberá 100% de hora extra em folha, o que ajudará no salário dos comerciantes, muitos deles comissionados que tiveram seus salários reduzidos durante os mais de dois meses que o comércio esteve fechado.  

O presidente da ACISC (Associação Comercial e Industrial de São Carlos) José Fernando Domingues, o Zelão, participou das tratativas e incentivou o aditamento à convenção coletiva, no intuito de alavancar as vendas no comércio. “Estamos trabalhando para poder, de alguma forma, diminuir o impacto que a pandemia fez nos negócios nesse período todo. Por isso, foi muito bem-vinda a decisão da autorização do funcionamento do comércio nesse feriado”, disse Zelão.

Paulo Roberto Gullo, Presidente do Sincomercio São Carlos, destacou que com a “Fase de transição", anunciada pelo Governo do Estado, o comércio varejista não essencial voltou a fazer atendimento presencial nesta segunda-feira (19) e que a abertura no feriado será importante nesse momento de retomada. “Reabrimos na segunda e já teríamos que parar na quarta-feira, por causa do feriado. Estamos em uma fase importante de flexibilização para nossa economia e abrir neste feriado será importante”.

Paulo Gullo lembrou, ainda, que a abertura do comércio em feriados foi uma solicitação dos próprios empresários, até mesmo antes da pandemia, no sentido de modernizar o trabalho do comércio tradicional de rua. “Já temos definido para 2021 o trabalho nos feriados de 9 de julho (Revolução Const. 32), de 7 de setembro (Independência do Brasil) e de 12 de outubro (Dia das Crianças), porém, neste momento de retomada do comércio, a decisão de abrir neste feriado de 21 de abril nos parece muito bem-vinda para ajudar na movimentação da economia”, finalizou Paulo Gullo.

Cadastre seu e-mail

E receba novidades exclusivas

Dúvidas?