ACISC

Banco de Curriculos

 

Comércio tem horário especial para o Dia dos Namorados

 
09/06/2017
 

Lojas funcionam nesta sexta-feira (9), até às 22h e no sábado (10), até às 17h.


A Associação Comercial e Industrial de São Carlos (ACISC) aponta que para 2017, a expectativa de vendas para o Dia dos Namorados tenha um aumento de até 5% em relação a mesma data no ano passado. 


"Essa expectativa se deve a maior confiança do consumidor em relação ao mesmo período do ano passado e às perspectivas de superação da crise econômica ainda nesse ano", afirma o presidente da ACISC, José Fernando Domingues. 


Segundo apontamento do Núcleo de Economia ACISC, os presentes de maior expressão para o Dia dos Namorados devem ser dos setores de vestuário, calçados, chocolatarias, perfumes, cosméticos, joias e acessórios. As floriculturas também esperam um crescimento nas vendas. O valor médio gasto deverá ser em torno de R$ 80,00 a R$ 120,00.


Otimismo

A inflação controlada abaixo da meta e a trajetória de queda na taxa de juros também podem contribuir para expectativas positivas do consumidor.

"Quanto maior o otimismo do consumidor em relação ao futuro, mais ele tende a gastar", explica o economista do Núcleo de Economia ACISC, Igor de Souza Theodoro.


Outro fator apontado é a liberação dos saques das contas inativas do FGTS, que deve ajudar as vendas no dia dos namorados, tanto diretamente, como indiretamente. "Isso porque além de usar o dinheiro para comprar o presente propriamente dito, caso as pessoas tenham utilizado o dinheiro para quitar dívidas elas terão seus nomes limpos e, com isso, será mais fácil conseguir crédito para comprar presentes na data comemorativa", disse o economista.


Lojas abertas

Pensando na comodidade dos consumidores que têm intenção de presentear neste Dia dos Namorados, as lojas funcionam em horário ampliado nesta sexta-feira (9), das 9h às 22h e no sábado (10), das 9h às 17h.

"O horário especial é excelente para aqueles que costumam deixar para a última hora ou para quem não tem muito tempo de sair às compras", completou o presidente da ACISC, José Fernando Domingues.