ACISC

Banco de Curriculos

 

Núcleo de Economia da ACISC divulga dados da inadimplência

 
02/06/2016
 

Em São Carlos, no mês de abril foram incluídos 828 novos registros no cadastro do SCPC, totalizando R$ 237.764,09.


INFORMATIVO ECONÔMICO ACISC

Ano 0, Nº3 , Maio de 2016

A inadimplência do consumidor brasileiro registrou alta de 4,3% no acumulado do ano de 2016 até o mês de abril, quando comparado ao mesmo período em 2015. O percentual se refere ao volume de registros de dívidas vencidas e não pagas, segundo os dados nacionais do Boa Vista SCPC.
 
A evidência das dificuldades para atender aos compromissos com as despesas dos consumidores pode ser explicada pela diminuição da renda das famílias, que está associada ao aumento do desemprego e inflação no país.
 
Em São Paulo, de acordo com Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC) realizada mensalmente pela Federação do Comércio do Estado de São Paulo, o percentual de famílias com contas em atraso aumentou de 13% em abril de 2015 para 18,3% no mesmo mês em 2016, totalizando um aumento de 5,3 pontos percentuais no período.
 
O aumento rápido da taxa de desemprego reduz o poder de negociação dos rendimentos no mercado de trabalho. E a inflação alta, sobretudo dos alimentos, reduz o poder de compra das pessoas empregadas.
 
Em São Carlos, no mês de abril de 2016 foram incluídos 828 novos registros no cadastro do Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC), totalizando R$ 237.764,09. No mesmo mês, houve a exclusão de 1.691 registros do cadastro, sendo 1.017 por caducidade e 670 pelo pagamento do que é devido.
 
Isso significa que 60% das dívidas que foram excluídas do cadastro ainda não foram pagas, mas apenas removidas devido à caducidade, enquanto apenas os 40% restantes foram devidamente pagas. 
 
A caducidade se deve ao tempo de registro da dívida no sistema que após cinco anos deve ser retirada do cadastro ativo, conforme a legislação. Nos últimos cinco anos, o total de devedores cadastrados junto ao SCPC São Carlos atingiu 39.359 pessoas, com o total de 54.257 dívidas ativas, totalizando R$ 19.847.502,82 na data mais recente da consulta, em abril de 2016. Esse número varia diariamente conforme são incluídos e excluídos novos devedores e novas dívidas.
 
Com a preocupação de acompanhar uma das medidas de inadimplência em São Carlos, o Núcleo de Economia da ACISC divulgará periodicamente as estatísticas com comparação nacional sobre a inadimplência. 
 

Igor Theodoro – discente do Curso de Ciências Econômicas
Elton Eustáquio Casagrande – Prof. Dr. Coordenador do Convênio

Certificado Digital

 

Portal Educação