ACISC

Banco de Curriculos

 

ACISC leva reivindicações de lojistas à Polícia Militar

 
02/08/2010
 

Recentemente, a ACISC (Associação Comercial e Industrial de São Carlos), através do presidente José Eduardo Casemiro e do gerente José Horácio Fabbri Petrilli, esteve no 38º Batalhão da Polícia Militar do Interior, com o intuito de levar as reivindicações dos comerciantes locais quanto à segurança do município.

Recebidos pelo Major Paulo Wilhelm de Carvalho e pelo Capitão Paulo César Belonci, os representantes da ACISC solicitaram reforço policial nos corredores comerciais e falaram sobre a necessidade de mais câmeras de monitoramento. "A questão da segurança é uma grande preocupação dos comerciantes. Por isso, viemos debater o assunto para garantir a tranquilidade dos trabalhadores da categoria e também dos consumidores", completou o presidente da ACISC.


Capitão Belonci, Petrilli, Casemiro e Major Carvalho

Segundo o Major Carvalho, a PM analisará as solicitações e fará o que for possível para atendê-las. "É sempre útil lembrar que, diante de qualquer atitude suspeita, o comerciante deve acionar imediatamente a Polícia Militar, através do telefone 190. Além disso, é preciso evitar pagamentos em dinheiro, priorizando sempre o sistema bancário", destacou.

Carvalho afirmou ainda que, caso seja possível, o empresário deve colocar um bom alarme, de preferência monitorado, principalmente em estabelecimentos onde o policiamento preventivo não consegue visualizar o interior da loja. "Reforce as fechaduras e trancas, para dificultar a entrada de pessoas quando estiver fora do expediente comercial. Se tiver comércio com vitrines, quando possível, afaste o máximo possível os produtos do vidro divisor. Em caso de roubo, quando há violência, o importante é ligar de imediato para o telefone 190, passando o máximo de informações que puder: características das pessoas, se estão utilizando veículos ou motos, marca, modelo, cor e destino tomado. Desta forma, a possibilidade de prisão aumenta", finalizou o Major.

Confira outras dicas importantes de segurança no comércio:

Na hora de pagar contas, especialmente de valores médios ou altos, leve o cheque preenchido e cruzado;

Só faça pagamentos com dinheiro se o valor for baixo;

Evite abrir a carteira na frente de outras pessoas;

Evite roupas e jóias que despertem atenção;

Permaneça na loja somente o tempo necessário;

Antes de entrar, verifique se não há qualquer movimentação ou atitude suspeita das pessoas que estejam no interior da loja;

Caso suspeite de algo, jamais interfira diretamente. Procure o posto policial mais próximo ou ligue 190, para relatar o problema;

Evite colocar a carteira ou mesmo dinheiro nos bolsos de trás de sua calça;

Desconfie de esbarrões, empurrões ou cotoveladas;

Tenha dinheiro separado (à mão) e evite retirar sua carteira em público;

Mantenha sempre sua atenção na rua, no ônibus, em centros comerciais, etc;

Tenha especial atenção às pessoas a sua volta. Lembre-se: os assaltantes valem-se, principalmente, do fator surpresa e da desatenção para atacarem suas vítimas;

Aparente sempre calma, confiança e domínio do que está fazendo, onde quer chegar. Evite demonstrar que está perdido ou procurando por algum endereço ou local;

Não peça orientações a estranhos. Procure bases da Polícia Militar ou estabelecimentos comerciais;

Não ande sozinho, especialmente à noite;

Evite passar por locais desertos e/ou pouco iluminados;

Evite cortar caminho por becos, vielas, ruas desconhecidas, terrenos, construções, etc;

Não pare para atender pedidos que lhe despertem desconfiança. Confie em seus instintos;

Evite locais com aglomerações de pessoas, pois facilitam a ação de "batedores de carteira" e oportunistas;

Mantenha todos seus objetos pessoais, como carteiras, pochetes, celulares, sacolas e bolsas à frente de seu corpo;

Bolsas devem ser discretas e transportadas à frente de seu corpo, com a mão sobre o fecho;

Desconfie de estranhos com conversa envolvente que tentem aproximação;

Evite utilizar jóias (correntinhas, relógios, medalhas, braceletes, etc) e roupas que chamem a atenção ou demonstrem ser de valor;

Não carregue objetos de valor, grandes quantias em dinheiro ou cartões de crédito se não houver necessidade. Caso necessário, procure guardá-lo de modo seguro e discreto e siga diretamente para seu destino;

Utilize bolsas pequenas, de cor e formato discreto e material resistente (couro);

Esteja alerta com as pessoas ao seu lado e atrás de você;

Evite retirar sua carteira em público;

Evite manusear ou efetuar pagamentos com notas altas. Separe previamente o dinheiro necessário para pequenas despesas, como café, cigarro, condução, etc;

Separe o dinheiro em bolsos diferentes;

Procure caminhar no centro da calçada e contra o sentido do trânsito. É mais fácil perceber a aproximação de algum veículo suspeito. Se algum motorista o incomodar mude de direção e ande em sentido contrário ao fluxo;

Conheça o local onde você mora e trabalha. Certifique-se da localização de unidades da polícia, bombeiro, hospitais, telefones públicos, lojas 24 horas, etc;

Caso você seja vítima de roubo, fique calmo, não faça movimentos bruscos. Evite gritar ou discutir. Seu nervosismo poderá aumentar a tensão e provocar uma atitude mais agressiva em seu desfavor;

Fique atento quando parar no semáforo para pedestres;

Computadores portáteis devem ser transportados discretamente. Evite as típicas maletas para notebooks e esteja sempre atento. Seguro deste tipo de equipamento pode ser uma boa alternativa;

Cuidado ao atender seu celular nas ruas e grandes centros comerciais. Verifique antes se não há ninguém ao seu lado;

Se você notar que está sendo seguido, aja com naturalidade, entre em qualquer lugar público e ligue para a Polícia Militar (tel. 190);

Ao fazer compras em locais de grande circulação de pessoas, mantenha as crianças sempre próximas e ensine seus filhos a conhecerem seu próprio nome, sobrenome, apelido, idade, local onde residem e telefone. Coloque esses dados, através de cartão, nos bolsos ou escreva internamente nas roupas das crianças;

Quando precisar de ajuda, procure um policial. Você receberá apoio e orientação.


Certificado Digital

 

Portal Educação