ACISC

Banco de Curriculos

 

Presente para Dia dos Namorados possui até 83% de impostos

 
08/06/2007
 

Os presentes e serviços comuns para o Dia dos Namorados podem ter embutida em seu preço uma carga tributária entre 18,91% e 83,06%, segundo pesquisa do IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário), entidade que reúne profissionais que elaboram estudos tributários de natureza institucional, setorial e empresarial. Com o peso dos impostos, o valor dos produtos fica maior para o bolso do consumidor.

O item mais tributado é o casaco de pele. Outros itens mais comuns aos namorados, no entanto, também embutem participação alta de impostos, como o vinho (53,7%) e os perfumes (51,58%).

No caso das jóias, mais da metade dos seus preços (51,64%) é composta por impostos.

Celulares e roupas, presentes comuns para esta data comemorativa, carregam 41% e 37,84% de impostos, respectivamente. Se o namorado optar apenas pelas flores, vai pagar 18,91% apenas em impostos, um pouco menos que o preservativo (19,95%).

Segundo o IBPT, a classe média brasileira teve de trabalhar até ontem apenas para pagar os tributos devidos neste ano aos governos federal, estaduais e municipais. De acordo com o instituto, a classe média é aquela com renda familiar entre R$ 3.000 e R$ 10 mil.

De 1º de janeiro até ontem, esses contribuintes destinaram 156 dias de trabalho apenas para pagar tributos. A carga anual será de 42,70% (19,17% sobre a renda, 20,51% sobre o consumo e 3,02% sobre o patrimônio).

Confira os impostos de alguns presentes:


Certificado Digital

 

Portal Educação